Companhia do Rio Grande do Sul fecha com chave de ouro as apresentações do IV Pequeno Grande Encontro de Teatro Para Crianças de Todas as Idades

                                 
                                  Espaço para mostrar, refletir e repensar o teatro para crianças

             Com uma estimativa de público que ultrapassa 10000 pessoas, a Cia. do Abração encerra a 4ª edição do Pequeno Grande Encontro de Teatro Para Crianças de Todas as Idades no dia 22 de outubro. Na última semana, as apresentações contaram com grande presença de público. Nesta semana, será apresentada no palco do Auditório Salvador de Ferrante, a peça Histórias da Carrocinha, da companhia Caixa do Elefante Teatro de Bonecos, do Rio Grande do Sul, nos dias 20 e 21 de outubro.

A peça utiliza da técnica do boneco de luva. É uma homenagem ao mestre bonequeiro argentino Javier Villafañe e trata do imaginário latino-americano em três histórias: O Trapaceiro Enganado, A Rua dos Fantasmas e O Vendedor de Balões.  Histórias da Carrocinha é um espetáculo premiado que já percorreu importantes festivais na Europa, América do Norte e América do Sul.

No dia 22 de outubro, a partir das 9h, acontece a segunda mesa-redonda do IV Pequeno Grande Encontro de Teatro Para Crianças de Todas as Idades sob a mediação do crítico e jornalista Ricardo Shöpke e da atriz e diretora Hérica Veryano, da companhia Coletivo Joaquina, na Sala Raul Cruz, na sede da Cia do Abração.

Dentre a programação do evento, a mostra de espetáculos conta com 75% de ingressos gratuitos (apresentações que acontecem durante dias úteis, direcionadas às escolas, e no feriado do dia 12 de outubro) e 25% de ingressos a preços populares (apresentações que acontecem nos finais de semana), revertendo à população produtos culturais de qualidade.

A diretora da Cia. do Abração Letícia Guimarães comenta que nesta edição foi procurado acentuar o intercâmbio de linguagens oriundas de pesquisas direcionadas ao teatro infanto juvenil. “Foi o que pudemos apreciar ao final da primeira semana de Festival, onde se verificou uma multiplicidade de linguagens artísticas, passando pelo boneco, pelo teatro gestual e pela figura dos clowns. O público tem a oportunidade de conferir trabalhos de grandes companhias curitibanas e também do interior do Estado, fortalecendo a identidade cultural paranaense e a sua ligação histórica com o teatro para crianças”.

Fabiana Ferreira, produtora cultural da Cia do Abração, acrescenta que outro aspecto relevante a apontar é que os setores da educação e da cultura aderiram a este projeto, através de suas secretarias de educação (estadual e municipal), Secretaria da Cultura e do próprio Teatro Guaíra, oportunizando a ida ao teatro de aproximadamente 8000 crianças de escolas públicas. “Acredito que este espaço de encontro, de troca, só enriquecerá a nossa arte e os olhares atentos e críticos de nosso público.”

Esta QUARTA EDIÇÃO tem o patrocínio da VOLVO, através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Curitiba, da COPEL, através do edital Conta Cultura e do Ministério da Cultura, da CAIXA, através do edital de apoio a festivais e o apoio do TEATRO GUAIRA.

APRESENTAÇÕES

IV Pequeno Grande Encontro de Teatro Para Crianças de Todas as Idades
DATA:             até o dia 21 de outubro– de terça a domingo.
De Terça a Sexta: APRESENTAÇÕES DIRIGIDAS A ESCOLAS
Sábados às 16h e domingos: às 11h e 16h – Apresentações abertas ao público

Histórias da Carrocinha  – dia 20 de outubro, às 16h – R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada)
21 de outubro, às 11h e 16h – R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia entrada)
LOCAL: Guairinha – Rua XV de Novembro, nº 971 - Centro
Curitiba - PR, 80510-030 Fone: (041) 3304-7900 / 3304-7999

MESA REDONDA
DATA: 22 de outubro com Ricardo Shöpke e Hérica Veryano
HORÁRIOS: das 9h às 12h
LOCAL: Sala Raul Cruz - Cia do Abração
Rua Paulo Ildefonso Assumpção, 725 – Jardim Social
Curitiba – PR - Fone: (041) 3362-9595
ENTRADA: FRANCA

Ricardo Shöpke: Atuou como crítico de teatro infantil e juvenil no Jornal do Brasil, enviado especial na cobertura dos mais importantes festivais de teatro do país, como o Festival de Curitiba, MITA, FITO, MITI, Festival Internacional de Teatro de São Paulo, entre outros. Atualmente é crítico especializado e curador de festivais de teatro.

Hérica Veryano: Bacharel em Artes Cênicas - Interpretação, formada pela FAP, Licenciada em Pedagogia e especializanda em Sociologia Política pela UFPR. Fundadora do Coletivo Joaquina, onde desenvolve trabalhos artísticos na área teatral, cinematográfica e pedagógica, com ênfase em criação coletiva e processos colaborativos. Membro da ATINJ -PR. (Associação de Teatro para Infância e Juventude do Paraná). Curadora do Cine SESC - mostra infantil no Paraná (2012). Desenvolve dramaturgia para o público infanto juvenil e adulto, com ênfase no universo feminino.

COMPANHIA PARTICIPANTE – DIAS 20 e 21 de outubro
CIA CAIXA DO ELEFANTE - RS: fundada em 1991, em Porto Alegre, RS, é um dos mais expressivos grupos brasileiros de teatro de bonecos da atualidade. Com suas montagens, direcionadas tanto para público infantil como o adulto, tem participado de importantes festivais internacionais de teatro de animação.

RESUMO DO ESPETÁCULO - 20 e 21 de outubro
HISTÓRIAS DA CARROCINHA
DIAS: 20/10/12, sábado às 16h
21/10/12, domingo, às 11h e às 16h

Caixa do Elefante Teatro de Bonecos – RS
Sinopse - O espetáculo, que se utiliza da técnica do boneco de luva, é uma homenagem ao mestre bonequeiro argentino Javier Villafañe e trata do imaginário latino-americano em três histórias: O Trapaceiro Enganado, A Rua dos Fantasmas e O Vendedor de Balões.  Histórias da Carrocinha é um espetáculo premiado que já percorreu importantes festivais na Europa, América do Norte e América do Sul.
Ficha técnica
Elenco:Mário de Ballentti e Paulo Balardim.
Equipe Técnica
Daniel Fetter (Iluminador)
Luana Garcia (Técnico de som)
Carolina Garcia ( produção)
Classificação – Livre
Sobre a companhia: www.caixadoelefante.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

8º Pequeno Grande Encontro - de 25 de Abril a 01 de Maio

Mesa-redonda do 8º Pequeno Grande Encontro

Crítica do espetáculo ''O Mágico de Oss'', da Cia. do Abração