TEATRO PARA CRIANÇAS, por Fátima Ortiz

● Atriz, autora, diretora de teatro, arte-educadora.
Coordenadora do Pé no Palco Atividades Artísticas.

Aquele dia falei: “somos poucos”.

Quantos grupos dedicados especialmente à pesquisa de uma linguagem própria?

Quantos diretores de teatro para crianças existem no Brasil?

Quantos dramaturgos?

Às vezes tudo me parece muito simples. Somos uma espécie rara!

Quando nos encontramos ficamos mexidos, emocionados e, sobretudo, fortalecidos. Esses encontros mexem também pelo lado avesso. Qual tem sido o avesso desta felicidade? Esta, de nos sentirmos unidos pelo mesmo ideal? A fala nos faz refém. Coloca-nos diante de nossas impotências. A maior delas, sinto hoje, é a tirania do tempo. Que bom se o tempo pudesse ficar um tempo suspenso naquelas horas de Abração e em todos os sentidos que o nome da companhia nos reporta.

Pra variar, quando terminam esses encontros eu me cobro. Está certo, temos muito que fazer. As tais políticas públicas? O esforço que precisa para nos fazermos presentes...
Parece quase um sonho sentarmos e falarmos da nossa escolha, missão, do privilégio de entendermos de olhar estrangeiro, de sabermos por que cantamos e muito especialmente de nos exercitarmos na linguagem do afeto.

De podermos nos nutrir do sonho do outro.
Parece fantasia e realidade!

Que posso dizer pro futuro? Que “persigamos nossa bem aventurança”. Que eu estou aqui nesta cidade cheia de atraso cultural, mas cheia de amigos! Que no meio das inúmeras tarefas burocráticas que nos impõe a manutenção de um grupo, o que mais importa é nos sabermos cúmplices.

Que o que ficou dos encontros foi o mistério, foi a alegria compartida, não é Ilo Krugli?

Se não podemos estar sempre abraçados que nos valham os vínculos metafísicos. Se não podemos, nem queremos entregar nossos corações aos bandidos, então que se derramem as bênçãos em todos os nossos atos criativos, em todas as salas onde se ensaiam os atores de alma pura e em todos os teatros onde comungam os espíritosinhos de todas as idades.

E muitas estrelinhas no céu e na terra do Abração!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

8º Pequeno Grande Encontro - de 25 de Abril a 01 de Maio

Mesa-redonda do 8º Pequeno Grande Encontro

Crítica do espetáculo ''O Mágico de Oss'', da Cia. do Abração