Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2010

O convívio teatral

Imagem
Por Valmir Santos
A terceira e última semana do 2º Pequeno Grande Encontro de Teatro para Crianças de Todas as Idades tangenciou as linguagens do circo e da animação. Nos espetáculos Memórias do palhaço Amoroso, da Companhia Pé no Palco, e Circo s/a, da Companhia dos Palhaços, os títulos já explicitam a remissão ao universo contido entre a lona e o picadeiro. Ambos trilham caminhos distintos. Contrastam uma criação de forte apelo visual, a primeira, com outra mais despojada, a segunda, sendo seus resultados subversivos aos pressupostos. Surpresa, a terceira montagem da semana, pela Companhia Manoel Kobachuk, injetou uma nostalgia à maneira da mirada artística do cineasta Federico Fellini. Cativa a presença em cena de um veterano da cultura de animação de objetos e bonecos, lá se vão mais de 30 anos, um homem que firma um diálogo cristalino com o espectador sem angustiar-se pela busca de efeito. Vamos passear, pois, por esses processos sem sugerir valoração dos mesmos. E lembrando que t…

INVENTÁRIO DE PEQUENAS DELICADEZAS - Ricardo Schöpke

Imagem
Certa lenda chinesa nos conta que duas crianças estavam patinando em um lago congelado. Era uma tarde nublada e fria e elas brincavam. De repente, o gelo se quebrou e uma das crianças caiu na água. A outra criança vendo que o seu amigo afogava-se debaixo do gelo, pegou uma pedra e começou a golpear com todas as suas forças, conseguindo quebrá-lo e salvar o amigo. Suas mãos estavam feridas e o seu corpo todo doía muito. Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido, perguntaram ao menino: - Como você conseguiu fazer isso? É impossível que você tenha quebrado o gelo apenas com essa pedra e suas mãos tão pequenas! Nesse instante apareceu um ancião e disse: - Eu sei como ele conseguiu. Todos olharam para ele aguardando a resposta. O ancião então respondeu:
- Não havia ninguém ao seu redor para dizer-lhe que ele não era capaz."



Essa delicada lenda chinesa nos coloca diante do quanto é precioso os pequenos gestos. Mostra-nos como podemos ter uma percepção diferenciada do mun…